<
facebook Twitter instagram
THEME ©

outonismo:

Mateus William


No meio da euforia,
aquele alguém me protegia.

Tiê.   (via antipoetico)



Acalma esse coração, pequena, que desespero nunca resolveu problema.

Caio Fernando Abreu.  (via isolado-s)



Você vai levar uma vida inteira pra perceber que viveu pela metade.

Eu me chamo Antônio.  (via strong-remains)



Não se iluda com esse teu momento de felicidade, a vida é um jogo onde estamos sempre perdendo.

— Supriu. (via reccaidas)


Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade.

Mario Quintana.  (via reinventor)



Pirulitos se tornam cigarros. Inocentes viram vadias. Dever de casa vai pro lixo. Celulares conectados no twitter durante a aula. Detenção se transforma em suspensão. Refrigerante se torna vodka. Bicicletas viram carros. Beijos viram sexo. Vocês se lembram de quando usar proteção era botar um capacete? De quando a pior coisa que você poderia levar de garotos eram cosquinhas? De quando os ombros do pai eram o lugar mais alto e inatingível e mamãe era nossa heroína? Aliás, lembram-se de quando heroína era o feminino de herói? De quando seu pior inimigo era seu irmão? De quando war era só um jogo de cartas? De quando a única droga que você conhecia era remédio pra tosse? De quando remédio pra tosse era realmente usado pra curar tosse? De quando usar uma saia não te transformava numa vadia? A maior dor que você sentia era quando ralava os joelhos e os “adeus” duravam até só o amanhecer de outro dia. E nós não podiamos esperar por crescer?

Odeio Rótulos   (via odeiorotulos)



Como a vida pode ser ótima e uma merda ao mesmo tempo


Odeio quando tô andando na rua, e me confundem com a Megan Fox.